“I can’t listen to that much Wagner. I start getting the urge to conquer Poland.”

September 25, 2008 § 2 Comments

Semana passada eu paguei R$4000 e poucos pro curso de inglês que eu vou fazer em Londres. Daqui a umas duas semanas devem estar vindo os documentos da escola pra eu encaminhar com os meus documentos pro Consulado Britânico e se tudo der certo, ganhar um visto de um ano.

Essa semana já me deparei duas vezes com a questão de por que eu estou indo viajar. Em todo esse tempo que eu estou organizando a viagem, várias pessoas já me perguntaram isso. Do meu ponto de vista, eu não consigo conceber por que alguém NÃO iria querer viajar. A resposta simples: egoísmo. Viver a minha vida de um jeito diferente, com pessoas desconhecidas, no meio de um lugar desconhecido e ter que provar que eu não sou uma idiota por completo.

A resposta mais complexa: eu fui criada desde que eu me lembro por gente pra ter vontade de viajar, de querer conhecer o mundo. Minha mãe sempre me disse que a minha maior ambição deveria ser conhecer o mundo. Eu tinha uma prima, a Rosa Maria (que por sinal está indo fazer MBA nos Estados Unidos, a convite de uma universidade) que morou no exterior e fez diversos mochilões. Ela sempre foi meu exemplo de felicidade pessoal.

Um dia, meu avô disse pra minha mãe: “- Tu quer que essa guria acabe que nem a Rosa Maria?” (no sentido de sem família, perdida no mundo, etc) e a minha mãe na sua sábia inteligência “- Claro, foi pra isso que eu criei ela.”. Ou algo parecido. Então, desde pequena eu quis viajar, eu até decidi que eu ia fazer Relações Internacionais pra ser diplomata e viajar, mudar o mundo através dessas viagens. Então, no final, mesmo não sendo uma diplomata (e não que eu tenha desistido disso), eu tenho a chance agora de ir viajar. De mudar a minha visão e de dizer que eu não fiquei parada vendo a minha juventude passar.

Tinha um slogan de uma empresa de turismo, acho que era a World Study, que falava que “Você sempre volta diferente de uma viagem”. As pessoas têm medo de mudanças, de arriscar. Eu sei, porque eu sempre tive. E agora eu não preciso ter. Não pra isso pelo menos. Eu nunca usei drogas, nunca fumei, nunca fiz coisas “erradas” (tirando um porre e outro que nem foram lá muito vergonhosos), nunca gostei de sair de noite pra ir em festa e me acabar. Fazer sexo com desconhecidos, ou pouco-conhecidos. Aquelas loucuras de jovens “normais”. Quer saber? Nunca senti falta. Prefiro aproveitar a minha juventude batendo perna em outras cidades, ouvindo histórias de outras pessoas, conhecendo gente que vive numa situação diferente da minha, ver museus, igrejas, deitar na grama dos parques do outro lado do mundo. Em vários lugares do mundo.

Sonhos servem pra isso. Eu tava vendo um filme esses dias que tinha uma quote muito boa sobre sonhos, mas eu não me lembro como era. Mas era muito boa, mesmo assim. Eu devia ter anotado.

Tagged: , ,

§ 2 Responses to “I can’t listen to that much Wagner. I start getting the urge to conquer Poland.”

  • - bárbara ; says:

    “Você sempre volta diferente de uma viagem”
    verdade verdadeiramente verdadeira! você volta uma pessoa completamente diferente. experiência própria! :x

    “Nunca senti falta. Prefiro aproveitar a minha juventude batendo perna em outras cidades, ouvindo histórias de outras pessoas, conhecendo gente que vive numa situação diferente da minha, ver museus, igrejas, deitar na grama dos parques do outro lado do mundo. Em vários lugares do mundo.”
    [ 2 VOTOS!! ]

    com excessão das igrejas. odeio visitar igrejas.

    boa viagem pra londres! quando eu fui eu fiquei só 4 dia se não deu pra aproveitar n-a-d-a! x_x

    beijos ;*

  • - bárbara ; says:

    a intenção não era sair aquele emoticon. e sim um simples =x UASUHAUHS

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading “I can’t listen to that much Wagner. I start getting the urge to conquer Poland.” at "He didn't discover the world and it's people, he created them.".

meta

%d bloggers like this: